TV JORNAL

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Lula diz que não entende posição de Eduardo

Ex-presidente não compreende mudança de lado de Eduardo Campos



Foto: reprodução da Internet

                O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta terça-feira (8), durante uma entrevista coletiva, no Instituto Lula, para um grupo de blogueiros, que não entende a posição de Eduardo Campos (PSB) em romper com o PT e a presidente Dilma Rousseff (PT).
                “Eu tenho uma amizade belíssima com Eduardo Campos. Tive uma grande amizade com o avô dele Miguel Arraes. Adoraria a continuidade da aliança PSB/PT. Sinceramente, eu não vejo um sinal de a candidatura de Eduardo ir para a esquerda. Ela tendencia para a direita. Marina eu até entendo porque convivi com ela e Dilma e sei o quanto as duas pensam diferentes. Agora, Eduardo Campos eu não entendo, eu não compreendo”, disse Lula durante a conversa com os jornalistas.
Do Blog da Folha 

Lula diz que não entende ida de Eduardo Campos para a direita

                Em entrevista para blogueiros na manhã desta terça-feira (8), o ex-presidente Lula lamentou que o ex-governador Eduardo Campos (PSB) tenha migrado à direita para ser candidato à Presidência da República e disse não entender a decisão do socialista. Lula também afirmou que não vê a possibilidade de a candidatura de Eduardo ir para a esquerda.
                “A Marina eu entendo, ela e Dilma foram ministras minhas e eu sabia das diferenças entre elas”, disse, sobre a ex-senadora Marina Silva (PSB/Rede) e a presidente Dilma Rousseff (PT). Lula aproveitou a entrevista para negar que seja candidato à Presidência e que apoiará Dilma.
                Durante a entrevista, Lula chegou a descrever a amizade com Eduardo como “belíssima”.
                Eduardo Campos renunciou ao Governo de Pernambuco para ser candidato a Presidência da República contra Dilma. A candidatura presidencial será lançada no dia 14 e terá a ex-senadora Marina Silva como vice.
                PETROBRAS – Lula também falou sobre a crise na Petrobras. Defendeu que o valor da empresa não pode ser considerado apenas observando a bolsa de valores e defendeu os avanços da estatal na gestão do PT.

Do Blog do Jamildo

0 comentários:

Postar um comentário