TV JORNAL

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Casa de Eduardo é endereço do apoio e da tristeza

Luto
Casa de Eduardo Campos recebeu parentes, amigos, e políticos que foram levar solidariedade à família. Movimento varou a noite

Foto: Divulgação



O dia ontem foi de conforto para a família de Eduardo Campos. Após a confirmação das mortes, a casa de Campos, em Dois Irmãos, na Zona Norte do Recife, não parou de receber visitantes. Por lá, passaram muitos amigos, parentes, políticos e autoridades. Do lado de fora, parecendo entender o que acontecia lá dentro, uma cadela se deitou na entrada do imóvel. De acordo com seguranças da casa do ex-governador, quando saía a pé, Eduardo brincava com os cães que costumavam passar o dia na frente da residência. “Ele gostava muito de brincar com ela”, disse um funcionário.
Até a noite, foi intensa a movimentação em frente ao endereço do ex-governador, onde estavam a esposa, Renata Campos, e os cinco filhos de Eduardo. O portão de entrada do imóvel passou o dia fechado. Era aberto apenas para conhecidos e amigos da família. Pelos cobogós do muro, era possível ver o que acontecia na área externa da casa. Os filhos mais velhos de Eduardo se revezavam com a mãe no cuidado com o irmão caçula, Miguel, de sete meses. Segundo os amigos, Renata se manteve firme durante todo o dia.
Nenhum familiar do socialista viajou para São Paulo para cuidar da liberação do corpo. Essa tarefa coube aos amigos de campanha. Após visitar cunhada e sobrinhos, o único irmão de Eduardo, Antônio Campos, disse que o corpo será sepultado junto ao do avô Miguel Arraes, no Cemitério de Santo Amaro. “Perdi um irmão muito amado, que foi muito amigo. Eduardo morreu no mesmo dia em que meu avô morreu, há nove anos, mas morreu por seus ideais. Morreu tentando melhorar o Brasil. Eduardo deixa esse legado de luta”, afirmou Antônio.
No final da tarde, o tio de Eduardo Campos, Pedro Arraes, chegou à casa do ex-governador com sua mãe, a viúva de Miguel Arraes, dona Magdalena Arraes. A mãe do socialista, a ministra Ana Arraes, chegou no início da noite. Entre os políticos que foram prestar condolências à família estavam o governador do estado, João Lyra Neto, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, o candidato ao senado Fernando Bezerra Coelho, o candidato ao governo do estado Paulo Câmara, o candidato a vice Raul Henry, entre outros políticos. O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido também foi levar os cumprimentos aos familiares.


0 comentários:

Postar um comentário